Skip to main content
/themes/custom/ufc/assets/img/default-hero.jpg

Contagem regressiva para o UFC 200: Momentos bizarros

Relembre cenas peculiares que marcaram história no Ultimate

Do sublime ao espetacular, o UFC tem oferecido tudo aos fãs desde o primeiro evento em 1993. Entretanto, nesse processo, houve alguns momentos que podem ser chamados de únicos ou bizarros. Aqui estão dez deles.

Gerard Gordeau oferece tratamento dentário gratutio a Teila Tuli

Era a primeira vez que o mundo via o UFC, em novembro de 1993, e que primeira impressão. Gerard Gordeau arrancou um dente da boca de Teila Tuli com um chute (enquanto Tuli estava caído), para mostrar a todos que isso não era encenação - o evento era para valer.

Jeff Monson entra ao som de John Lennon em disputa de título

A música de entrada. Ela não serve apenas para aquecer o público para a luta, mas pode motivar um lutador. Em 18 de novembro de 2006, Jeff Monson usou “Imagine”, do John Lennon, para sua caminhada até o octógono antes de desafiar Tim Sylvia pelo cinturão dos pesos-pesados.

Kevin Randleman escorrega… e perde

Estrela do wrestling universitário, Kevin Randleman era o campeão peso-pesado do UFC e muito se esperava dele. Sua primeira defesa de cinturão seria no UFC 24 contra Pedro Rizzo. Infelizmente, Randleman teve que lidar com outro problema antes de entrar no octógono. Ele escorregou em alguns tubos nos bastidores e bateu a cabeça no chão, ficando inconsciente e se tornando o primeiro lutador a ser nocauteado antes da própria luta. Randleman, que faleceu tragicamente este ano, voltou três meses depois e venceu Rizzo, mantendo seu título.

Contagem regressiva para o UFC 200: Momentos históricos | Os melhores strikers | As melhores entradas | Maiores surpresas da história

O cara do “Apenas Sangre”

Sem camisa, com uma bebida na mão e com uma pintura de “UFC” na testa e “Apenas Sangre” no peito, esse torcedor conseguiu se encaixar em todos os estereótipos de um fã do UFC. Por sorte, conseguimos vê-lo imortalizado quando ele apareceu na câmera durante a introdução da luta entre Mark Kerr e Greg Stott no UFC 15. Mencione ele a qualquer fã das antigas, e eles o reconhecerão. O peso-médio Tom Lawlor inclusve o homenageou na pesagem para a luta contra CB Dollaway no UFC 100.

Keith Hackney derruba o gigante

Quando foi casada a luta entre Keith Hackney (1,78m, 91kg) e Emmanuel Yarborough (2,07m, 270kg) no UFC 3, em 1994, uma dessas coisas provavelmente passou pela sua cabeça: 1) Alguém não gosta do Keith Hackney. 2) O matchmaker certamente tem senso de humor. 3) Como Hackney vai se safar de ser destruído por esse homem-montanha? Mas então o gongo soou e Hackney derrubou Yarborough com a primeira direita que acertou. Uma chuva de socos veio em seguida, com Hackney vencendo na marca de 1m59s. Davi 1, Golias 0.

Pete Sell amarga derrota improvável

Nunca houve tamanha reviravolta de emoções como quando Pete Sell enfrentou Scott Smith em 2006. Era o segundo round de uma movimentada luta em pé, e os dois atletas haviam jogado a cautela para o ar, agradando o público. Quando pareceu que Smith estava tomando a liderança, Sell contragolpeou com um golpe no corpo que machucou Smith e o fez recuar para a grade. O fim estava a um ou dois golpes, e Sell sabia disso. Mas no ímpeto de liquidar o adversário, ele se descuidou, e Smith - que admitiu, tinha energia apenas para um soco - jogou um pombo sem asa e conseguiu o improvável nocaute.

Receba as novidades do UFC no WhatsApp! Basta mandar um "olá" para (11) 94559-5935!

O Buffer 360

O UFC 100 foi o maior evento da história e, nas semanas que o antecederam, muitos pensaram se o announcer Bruce Buffer iria mudar sua técnica para apresentar os lutadores de 180º para o que estava sendo chamado de “Buffer 360”. Bem, durante a introdução do campeão peso-pesado Brock Lesnar, isso aconteceu, e o Buffer 360 foi o assunto de todas as conversas de MMA na internet.

BJ Penn foi embora

Como superar um nocaute em 11 segundos sobre um adversário de primeiro nível como Caol Uno? Se você for o BJ Penn, você termina o serviço correndo imediatamente para seu vestiário, sem entrevistas, apertos de mão ou poses para a câmera. Foi isso que Penn fez na emoção do momento, e o que o consolidou como um dos lendários espíritos livres do UFC.

Bustamante finaliza duas vezes a mesma luta

O renomado faixa-preta Murilo Bustamante tem qualidade no jiu-jítsu para finalizar qualquer um. Mas quando ele defendeu o cinturão peso-médio contra Matt Lindland no UFC 37, em maio de 2002, ele foi obrigado a fazê-lo duas vezes na mesma luta. No início do combate, ele pegou Lindland com uma chave-de-braço, e, depois do que pareceu um tapa de desistência, ele largou o golpe. Lindland reclamou, e o árbitro Big John McCarthy decidiu reiniciar o combate, mas Bustamante conseguiu vencer novamente, desta vez com uma guilhotina no terceiro round.

Quem foi nocauteado primeiro?

Nos autos, ficará registrado como a noite em que a nova era começou, mas quando Matt Hughes venceu Carlos Newton no UFC 34, em 2001, pelo título dos meio-médios, foi um dos finais mais controversos de uma luta, pois alguns acreditavam que Hughes havia apagado por um triângulo antes de aplicar o bate-estaca que nocauteou Newton. Ao assistir a luta novamente, parece que Hughes ainda estava acordado, pois ele teve a consciência de dar um passo para trás antes de aplicar o golpe, mas certamente ele estava quase sonhando antes de conseguir essa reviravolta milagrosa.
Assine o Combate | O canal do UFC no YouTube | Visite a UFC Store | Baixe o aplicativo do UFC