Skip to main content

Os dez melhores - Os novatos de 2009

Por Thomas Gerbasi  

Em 2009, 76 atletas de Artes Marciais Mistas pisaram pela primeira vez no Octógono e fizeram sua estreia no UFC. Oriundos de eventos como WEC ou de competições internacionais para o UFC, todos os novatos tinham em comum o desejo de brilhar no grande torneio.  

Alguns tiveram impacto imediato na competição; outros foram forçados a se reagrupar. Uma coisa é certa - você vai ouvir falar muito dos 10 (ok, 13) novatos dessa lista nos próximos anos.

  

10 (empate) Kimbo Slice  

 

Sim, ele perdeu a sua primeira luta na casa do The Ultimate Fighter para Roy Nelson e a sua vitória sobre Houston Alexander no UFC não foi nada bonita, mas não dá para negar o impacto que o grandão da Flórida, Kimbo Slice, teve no UFC em 2009. Trazendo recordes de audiência para o TUF e para a final do programa, Kimbo cativou o mundo da MMA esse ano, e será interessante ver como o seu jogo se desenvolverá em 2010.  

10 (empate) Todd Duffee   

 

Nós vimos Todd Duffee por apenas sete segundos em 2009, mas depois do seu nocaute recorde sobre Tim Hague no UFC 102 em agosto, com certeza ficamos querendo mais. Lesões o deixaram fora do combate contra Paul Buentello no UFC 107, que seria um teste duro, mas com o seu tamanho, poder, físico e qualidade de companheiros de treino em Las Vegas, Duffee traz luz à categoria pesada, que hoje se encontra entre as mais empolgantes do jogo.  

10 (empate) Yoshihiro Akiyama  

 

Ok, não vamos medir palavras aqui - quando você usa um lenço no calor de Las Vegas e é chamado por seus fãs de "Sexyama", é bom que você saiba lutar. Por nossa sorte, Akiyama mostrou a que veio na sua estreia no UFC contra Alan Belcher no UFC 100, e não apenas pela vitória apertada na decisão dividida. Memorável foi a forma como foi feito, encarando e duelando com um jovem talentoso que tinha o tamanho a seu favor. Foi uma estratégia de raça ainda mais impressionante pelo fato de que, ao final da luta, Akiyama estava lutando com uma fratura que fez o seu olho esquerdo inchar completamente.  

9 - John Hathaway  

 

Eu jamais esquecerei das caras de John Hathaway e Tom Egan ao sentarem para a coletiva de imprensa antes da sua luta no UFC 93 em janeiro. Ao seu redor estavam os superstars do UFC Dan Henderson, Rich Franklin, Mark Coleman e Maurício Rua, e era notório que os dois estavam admirados por estarem perto de lutadores que eles cresceram acompanhando. Mas dois dias depois o sino soou no O2 Dublin e, na frente de um público hostil torcendo para o favorito irlandês Egan, Hathaway mostrou a força de um veterano ao acabar com a luta ainda no primeiro round. Menos de cinco meses depois, Hathaway obteve a sua segunda vitória no UFC contra Rick Story, encerrou o ano com uma conquista sobre Paul Taylor. 3-0 no UFC (13-0 no total), isso tudo com apenas 22 anos.  

8 - Paulo Thiago  

 

Ninguém conhecia Paulo Thiago antes da sua luta no UFC 105 contra o favorito Josh Koscheck, mas isso mudou aos 3:29 minutos do confronto quando o brasiliense derrotou ´Kos` diante de um público em choque em Londres. Thiago provou seu valor em uma derrota dura na decisão para Jon Fitch no UFC 100 e fechou 2009 com uma bela vitória em três rounds sobre Jacob Volkmann. Em fevereiro, Koscheck terá a chance de se vingar, mas a sensação é de que Thiago estará mais do que preparado para repetir o desempenho.  

 

7 - John Howard   

 

Você tem que gostar de qualquer pessoa que possui o apelido de "Doomsday", em referência ao vilão que matou o Superman nos quadrinhos da DC. Mas tirando isso, Howard luta de uma forma agressiva que imediatamente o colocou no mapa do UFC em janeiro. Naquela noite em Las Vegas, Howard entrou no Octógono com pouco alarde contra o veterano Chris Wilson, mas o nativo de Boston não sentiu a pressão e conquistou a vitória em três rounds após uma decisão dividida, mostrando coração, força e determinação no processo. Suas duas vitórias seguintes - sobre Tamdan McCrory e Dennis Hallman - seguiram o mesmo padrão, mas no final Howard encontrou uma forma de vencer, o tornando um adversário perigoso para qualquer um.  

6 - Johny Hendricks   

 

Duas vezes campeão nacional da Divisão 1 por Oklahoma, Hendricks começou o ano com uma vitória na WEC sobre o promissor Alex Serdyukov. No entanto, ele só começou a fazer barulho na sua estreia no UFC em agosto quando derrotou Amir Sadollah em apenas 29 segundos. E, ao conquistar a vitória sobre Ricardo Funch no UFC 107 em três rounds, ficou claro que Hendricks está próximo de dar mais um passo na competição em 2010.   

5 - Ross Pearson  

 

Sim, seu desempenho na vitória sobre o amigo do Team UK André Winner no TUF 9 não vai chegar na lista de melhores lutas do ano, mas as três vitórias do nativo de Sunderland no show sobre AJ Wenn, Richie Whitson, e Jason Dent provaram que ele irá sempre lutar na mesma direção - para frente. Isso significa que cada vez mais veremos batalhas e, com apenas 25 anos, "The Real Deal" só melhora. Quer mais motivos? Veja o desempenho de Pearson ao bater o veterano Aaron Riley em novembro.  

  

4 - Stefan Struve  

 

Depois de ser derrotado em 54 segundos por Junior dos Santos na sua estreia no Octógono em fevereiro, as chances de Stefan Struve aparecer nessa lista eram quase inexistentes. Mas aí veio a vitória por finalização sobre Denis Stojnic (depois de sobreviver a um corte na sua testa) e Chase Gormley, e uma conquista em cima de Paul Buentello, e então o "Skyscraper" de 21 anos chegou. Ele ainda está cru e crescendo, mas em alguns anos eu espero ver o holandês competindo por um título mundial.  

 

3 - Aaron Simpson  

 

Depois de anos e anos no "tapete", todo wrestler gosta de usar as mãos quando chega no mundo da MMA, e com Aaron Simpson não foi diferente. Mas onde Simpson se separa dos seus companheiros de wrestling é que ele possui força em suas duas mãos, o tornando uma séria ameaça a todos os seus oponentes, simplesmente porque ele pode te bater em qualquer lugar. Depois de um nocaute em 18 segundos na sua estréia no WEC ano passado, Simpson chegou ao UFC em 2009 e nocauteou Tim McKenzie e Ed Herman. Se ele conseguir a sua terceira vitória seguida em janeiro contra Tom Lawlor, o lutador de 35 anos vai crescer ainda mais.  

 

  

2 - Roy Nelson  

 

Roy Nelson pode não parecer um lutador, mas Royce Gracie também não parecia quando ele estreou no primeiro UFC em 1993. O que os dois têm em comum, no entanto, é que ambos sabem lutar. E apesar de sabermos disso em relação ao veterano Nelson bem antes da sua participação no The Ultimate Fighter, quando ele derrotou Brendan Schaub na final de dezembro, os fãs passaram a saber quem "Big Country" era também. Em 2010, o vencedor do TUF 10 terá a chance de competir contra os maiores homens do mundo e será difícil não apostar nele.  

1 - Paul Daley  

 

Apesar de possuir apenas uma luta pelo UFC em 2009, o nativo de Nottingham, Paul Daley ficou marcado por derrotar o favorito do meio-médio Martin Kampmann em apenas dois minutos e 31 segundos. Em seguida na sua lista encontra-se o talentoso lutador de jiu-jitsu Dustin Hazelett no UFC 108. E não importa o que acontecer nesse confronto, "Semtex" está aqui no topo da lista de novatos porque ele traz força, confiança e empolgação para uma categoria que agora possui uma série de confrontos intrigantes que poderão tornar o meio-médio de 2010 um dos melhores em anos.