Skip to main content

Maurico 'Shogun' Rua - Sete Momentos de Definição

  

 

Por Thomas Gerbasi   

 

Grande astro do PRIDE do Japão e seguindo o mesmo caminho no UFC, o meio-pesado Mauricio 'Shogun' Rua esteve muito perto de conquistar o título da categoria em outubro do ano passado, em uma memorável luta de cinco rounds contra Lyoto Machida. No próximo dia 8 de maio, em Montreal, ele tem uma nova oportunidade de conquistar o cinturão. Será que essa nova luta pelo título entrará na lista dos momentos mais importantes da sua carreira?   

 
Quinton Jackson - 23 de abril, 2005 - PRIDE Total Elimination 2005   

Resultado: Shogun vence por TKO no 1º round   

Com quatro vitórias e uma derrota como profissional, Shogun fez sua estreia no PRIDE no dia 5 de outubro de 2003, o primeiro Bushido. Depois da vitória naquela noite sobre o veterano Akira Shoji, Shogun parou ainda Akihiro Gono e Yasuhito Namekawa em mais duas lutas no Bushido antes de ir para o grande evento em fevereiro de 2005, onde venceu Hiromitsu Kanehara no PRIDE 29. O próximo passo de Shogun era encarar a estrela Quinton 'Rampage' Jackson, que havia se recuperado da sua segunda derrota para Wanderlei Silva com uma vitória por decisão dividida sobre o irmão de Shogun, Murilo Ninja. Com esse incentivo a mais, ele entrou no Osaka Dome naquele dia não apenas pensando em se tornar um dos principais lutadores jovens, mas em vingar seu irmão. No final, a luta foi mais fácil do que qualquer um poderia imaginar. Eu não sei se foi fácil, mas com certeza foi impressionante e talvez uma das mais espetaculares vitórias de Shogun, que nocauteou Jackson no primeiro round e se colocou no mapa internacional.   

   
Antônio Rogério 'Minotouro' Nogueira - 26 de junho, 2005 - PRIDE Critical Countdown 2005   

Resultado: Shogun vence por decisão após três rounds   

Apenas dois meses depois da vitória de sua carreira sobre Jackson, Shogun foi chamado de volta à ação para encarar o compatriota Antônio Rogério Nogueira, o Minotouro, nas quartas-de-final do Grand Prix dos pesos médios do PRIDE. Juntos, os dois possuíam um recorde de 12-0 no PRIDE e eles lutaram muito para manter esse zero, com a luta se tornando uma das melhores na história da organização. E isso não é surpresa nenhuma considerando o alto nível de golpes e trabalho no chão dos dois caras. Quando a luta terminou, Shogun havia vencido por decisão unânime, mas alguns ainda acreditavam que 'Lil' Nog' merecia a vitória. Com ambos lutadores agora no UFC, que jeito melhor jeito de acertar as coisas do que repetir o embate?   

   
Ricardo Arona - 28 de agosto, 2005 - PRIDE Final Conflict 2005     

Resultado: Shogun vence por nocaute no 1º round   

Com duas grandes vitórias no Grand Prix de 2005, Shogun conquistou a sua terceira, válida pela semifinal da competição, sobre Alistair Overeem, se garantindo na final contra Ricardo Arona em agosto de 2005. Era a quarta luta de ambos em quatro meses contra competidores de nível mundial (Arona derrotou Dean Lister, Kazushi Sakuraba e Wanderlei Silva para chegar até a final), e a questão do cansaço tinha de ser considerada. Mas assim que a luta começou, ficou claro que Shogun estava apenas se aquecendo. Ele encerrou o combate aos 2:54 do 1 º round com um pisão e uma série de marteladas que colocaram Arona fora do jogo e deram a Shogun o título dos pesos médios do Grand Prix de 2005 do PRIDE.    

   
Mark Coleman - 26 de fevereiro, 2006 - PRIDE 31   

Resultado: Coleman vence por TKO no 1º round   

Depois de sua vitória sobre Arona, a única coisa que ficava faltando para Shogun conquistar era derrotar uma lenda no seu histórico. Mark Coleman foi designado a ser essa lenda, mas o que era para ser uma luta interessante acabou rapidamente quando um golpe de Coleman deslocou o cotovelo de Rua, forçando um encerramento imediato da luta. E o pós-luta se tornou ainda mais interessante. O tempo acabou curando o clima ruim entre os dois, mas eles iriam se encontrar novamente quase três anos depois no UFC, com Shogun conquistando um TKO no 3º round.   

   
Forrest Griffin - 22 de setembro, 2007 - UFC 76   

Resultado: Griffin vence por finalização no 3º round   

Seguindo sua derrota para Coleman, Shogun se recuperou do cotovelo deslocado e retornou ao PRIDE em setembro de 2006 com quatro vitória seguidas, vencendo Cyrille Diabate, Kevin Randleman, Kazuhiro Nakamura, e Alistair Overeem. Com o fim da organização, ele passou para o UFC e a sua estreia contra Forrest Griffin foi uma das mais esperadas da história. Mas quando Griffin finalizou Rua com um mata-leão aos 4:45 no terceiro round, a luta se tornou uma das maiores decepções do ano, forçando Shogun a se restabelecer.     

   
Chuck Liddell - 18 de abril, 2009 - UFC 97   

Resultado: Shogun vence por nocaute no 1º round   

Com duas cirurgias no joelho, Shogun retornou ao octógono em janeiro de 2009 para enfrentar o então algoz Coleman, e mesmo longe de ser o antigo Shogun, ele conseguiu parar o astro do UFC na último round. Mas foi uma luta em Montreal contra o futuro membro do Hall da Fama do UFC, Chuck Lidell, que iria dizer se ele estava realmente de volta ou não. E a volta de Shogun ficou provada quando ele nocauteou Liddell no primeiro round, no que se tornou, talvez, a vitória mais satisfatória dele.   

   
Lyoto Machida - 24 de outubro, 2009 - UFC 104   

Resultado: Lyoto vence por decisão no 5º round   

As duas vitórias sobre Coleman e Liddell colocaram Shogun na lista por uma chance de lutar contra o recém-campeão Lyoto Machida, e ele teve a sua chance em Los Angeles, em outubro do ano passado. Antes da luta, o invencível Lyoto era visto como virtualmente imbatível, com seu estilo diferente, um quebra-cabeças que poucos, se pudessem, seriam capazes de decifrar. Shogun veio com um grande plano e utilizando a sua agressividade, manteve a batalha contra Lyoto durante 25 minutos.    

Quando terminou, muito acreditaram que um novo campeão seria coroado, mas por uma mínima diferença de 48-47, Machida manteve o cinturão.    

 

"Do meu ponto de vista, eu acho que venci os últimos três rounds da luta", Shogun disse logo depois do combate. "Todos que falaram comigo depois da luta disseram a mesma coisa, que eu venci, então o que eu posso fazer? Uma luta é uma luta e é muito decepcionante".   

 

A indignação dos fãs levou a uma revanche imediata marcada para o dia 8 de maio. Nesse dia, Shogun terá novamente a oportunidade de trazer o título para o Brasil.