Skip to main content

Massaranduba mantém o foco para bater a experiência

"Meu jogo encaixa melhor neste peso, é aonde fiz muitas lutas boas. Quero sair na porrada e sair vitorioso." - Francisco Massaranduba

Uma das figuras mais carismáticas da primeira edição do TUF Brasil, Francisco Trinaldo, o Massaranduba, conquistou fãs por todo o Brasil. Depois de estrear na edição 147 do UFC em Belo Horizonte, MG contra Delson "Pé de Chumbo" Heleno e sair vitorioso por nocaute técnico no primeiro assalto, Massaranduba baixou duas categorias, retornando para os leves. Seu primeiro desafio na divisão até 70kg dentro do Octógono é neste sábado, na parte preliminar do UFC Rio 3 no sábado, 13 de outubro.
           
"Meu jogo encaixa melhor neste peso, é aonde fiz muitas lutas boas. Quero sair na porrada e sair vitorioso", avisa.
          Com 11 vitórias e apenas uma derrota, o membro da equipe Constrictor terá pela frente um dos lutadores mais experientes da categoria, Gleison Tibau, que tem 34 vitórias e oito derrotas. O potiguar está no UFC desde 2006 e apesar as vencer três lutas que fez em 2011, ele acabou perdendo na sequência em sua última apresentação no mês de julho, contra o russo Khabib Nurmagomedov no UFC 148 - Silva vs. Sonnen 2. "Massa" entra em rota de colisão com seu compatriota e não quer ser a luta de recuperação do veterano do UFC.  
  "O Tibau é um funcionário do UFC, mas ele é humano, ele também erra. Vou conseguir achar esse erro dele", comenta.
           Será um duro desafio, principalmente pela história de Tibau no UFC, um dos atletas que mais recupera peso após a pesagem, chegando ao ápice quando o assunto é força. Entretanto isso não tira a confiança de Massaranduba. O lutador prefere não adiantar as armas que pretende usar, mas garante estar focado na vitória. Apesar do foco no resultado positivo ser uma rotina entre os competidores, nem todos levam o assunto tão ao pé da letra quanto o piauiense radicado em Brasília. Durante o período de preparação, Massaranduba ficou morando na própria academia, sem dar entrevistas.
       "Não gosto de falar. Foco no treino, como e durmo. Gosto de falar depois da luta, é o meu jeito", diz ele. "Prometo que vai ser uma grande apresentação. Vou encaixar o meu jogo, vocês verão."