Skip to main content

Marreta bate Iriê enquanto Gelo decepciona

Episódio define os lutadores que seguem na disputa do The Ultimate Fighter Brasil 2  

O oitavo episódio do The Ultimate Fighter Brasil 2 tinha grande importância para a equipe amarela. Com apenas dois lutadores classificados nas quartas-de-final, o Time Wedum tinha pela frente a oportunidade de preencher as duas vagas restantes na fase seguinte e igualar o seu número de representantes ao do Time Nogueira, que já contava com quatro classificados. Além de Daniel Gelo, que substituiu o contundido Yan Cabral, Werdum ainda poderia colocar um de seus representantes na repescagem. Uma série de surpresas e polêmicas decretaria o futuro da competição em um episódio decisivo no TUF Brasil 2.        Decepção e surpresa antes dos combates     O clima era de expectativa. Enquanto Daniel Gelo já estava escalado para encarar Cleiton Foguete, os lutadores da casa que foram derrotados seguiam ansiosos pela chance na repescagem, pela sobrevida na busca do sonho de lutar pelo UFC. Na escolha dos treinadores, surpresa da decisão de Rodrigo Minotauro, que optou por Thiago Marreta, representante da equipe adversária. Já Fabrício Werdum trouxe de volta à disputa Pedro Iriê. Agora as chances de o gaúcho ter mais dois lutadores nas quartas-de-final eram ainda maiores. A decisão de Minotauro, que colocou um atleta da equipe adversária na repescagem, decepcionou Davi Vieira, que tinha esperança numa nova oportunidade:

"Quem sou eu para discordar, mas estava muito esperançoso, achando que poderia ter esta segunda chance. A vida é assim mesmo, dá porrada quando a gente menos espera", lamentou.        No seguimento, Willian Patolino e Davi Vieira trataram de fazer bagunça na casa, colocaram quadros e moveis de ponta a cabeça e tequila nas bebidas dos companheiros. Sem mais chances no programa, Davi reclamava da monotonia na casa. Enquanto isso, na expectativa de conquistar as últimas duas vagas na próxima fase do TUF Basil 2, os lutadores suavam para cortar o peso. Daniel Gelo, entretanto, passava dificuldade:

"Ficava mais de uma hora na esteira e, quando via, tinha perdido apenas 300g. O peso não baixava", disse.        Quem também sofria era o oponente de Gelo, Cleiton Foguete, que não pôde aproveitar o churrasco promovido por Big Nog depois de uma sessão de treinamentos ao ar livre.  

"Para mim esse churrasco foi sofrido", brincou.        Pesagem liquida Daniel Gelo     Na pesagem, enquanto todos os lutadores atingiram a marca necessária, Daniel Gelo se apresentou 1,600kg acima dos 77kg, limite da divisão meio-médio.  De acordo com as regras da Comissão Atlética, o lutador não pode cortar mais de 1kg num período inferior a uma hora e, numa definição final, Cleiton Foguete seguiu rumo a próxima fase enquanto Gelo foi definitivamente eliminado, inclusive do convívio com os demais participantes do TUF Brasil 2. O atleta foi expulso do programa. Mas, antes disso, apesar de muito choro, o lutador teve que escutar não apenas dos seus treinadores, mas também dos do Time Nogueira.        "Não bateu o peso e sigo com a visão de irresponsabilidade dele", disse Werdum.        "Tenho isso como uma indisciplina grave. Numa oportunidade única como o TUF Brasil, não tem como perder na balança", falou Luiz Dórea.        A Gelo só restaram os lamentos:   
   "O evento tem regras e para estar ali tem que estar pronto para cumpri-las. Não aconteceu comigo. Infelizmente não foi dessa vez", e foi embora, sem se despedir.   
   Marreta e Iriê combatem sob o olhar de Chuck Liddell     Chegou a hora da luta e a chance pela última vaga nas quartas-de- final. Como os dois em ação eram atletas do Time Werdum, os treinadores optaram em não dar instruções. Na arquibancada a torcida também foi imparcial, inclusive a do ilustre observador Chuck Liddell, ex-campeão do UFC e membro do hall da fama da organização.        Thiago Marreta e Pedro Iriê desde o início optaram pela trocação numa das lutas mais parelhas e disputadas da edição. No primeiro round, Iriê pareceu ter sido mais efetivo, usando bem o muay thai. Mas, na segunda parcial, Marreta administrou bem a distância e soube se aproveitar da maior envergadura. Thiago conectou a maioria dos golpes e ganhou, na decisão dos juízes, a vitória por unanimidade.        "Na minha opinião o Pedro ganhou o primeiro round e o Marreta o segundo. Não pode relaxar, não pode deixar na mão dos juízes", resumiu, perfeitamente, Chuck Liddell.     "O Pedro tem a mão pesada, acertou algumas que vi tudo rodando. Tô feliz para caramba, tive a segunda oportunidade e falei que faria diferente. Voltei mais empolgado e determinado, é o Marreta que verão daqui para frente", comemorou o último lutador classificado nas quartas.  

O próximo episódio do TUF Brasil 2 definirá os confrontos das quartas e um lutador terá que sair da disputa. Não perca!
   
Quartas-de-final TUF Brasil 2:    Time Nogueira  Leonardo Santos  Willian Patolino  Luis Besouro  Santiago Ponzinibbio  Cleiton Foguete        Time Werdum  Tiago Alves  Viscardi Andrade  Thiago Marreta