Skip to main content

Kenny Florian - Sorrindo novamente

Por Thomas Gerbasi    

      

O que acontece quando você faz tudo o que tem que fazer, fica o quanto for preciso treinando, se sacrifica muito além do que maioria pode compreender, e não chega a sua meta? Você quebra, você pede para sair ou você se contentar com o segundo lugar?    

      

Não, se você é Kenny Florian. No entanto, apesar de duas derrotas em disputas por cinturão contra BJ Penn e Sean Sherk, o destaque Nova Inglaterra estava nervoso e tinha perguntas quando ele retornou ao octógono em dezembro passado, pela primeira vez desde a derrota de agosto 2009 para Penn, para enfrentar Clay Guida.    

      

"Eu estava definitivamente nervoso para enfrentar o Guida", Florian disse. "Vendo minhas e da maneira que as aperfeiçoei durante os treinos, eu sabia que elas eram melhores do que as do Guida e que eu era um lutador melhor do que fui contra o BJ. Mas eu disse, 'mentalmente, eu posso ir lá e executar?' Fiquei tão decepcionado com o desempenho, e não fui eu, não era o que eu deveria ter feito. Independentemente de ganhar ou perder, todos os lutadores querem ser capazes de realizar o que eles sabem que podem fazer, e eu não fiz isso - e foi decepcionante. Você começa a duvidar de si mesmo. Eu posso? Sim, eu tenho as habilidades e eu sabia disso. Mas ir lá e fazer é o que conta. Então, mentalmente, havia alguns obstáculos a superar".    

      

Alguns combatentes nunca são os mesmos, depois de perder uma luta pelo título, especialmente os que lutam por quatro (Penn) ou cinco (Sherk) rounds. Às vezes é psicológico, outras vezes física, especialmente quando você deu tudo o que tem pela chance.    

      

Mas conforme Florian chegava mais perto para lutar contra Guida, os pesos que estavam sobre seus ombros começaram a ser levantados. Ele tinha se recuperado da derrota para Sherk com seis vitórias (cinco finalizações). Ele estava mais do que disposto a fazer a mesma coisa de novo, depois de perder para Penn, e Guida ia ser o primeiro candidato que ele teria para recomeçar sua caminhada. Pressão? Que nada!    

      

"Eu disse que era só ir lá, lutar solto e me divertir novamente", ele disse e fez, finalizando 'The Carpenter' com um mata-leão no segundo round. Florian estava de volta as vitórias, de volta ao mix, e logo depois, de volta à estrada.    

      

Longe dos treinamentos no seu quintal em Massachusetts. Agora - como antes da luta Guida - ele estava completando sua preparação com viagens a Montreal, Tri-Star's Gym, e a Nova York para treinos com Renzo Gracie e Phil Kru Nurse.    

      

No entanto, enquanto ele se preparava para o evento principal do UFC Fight Night desta noite contra superstar japonês Takanori Gomi, ele não estava voava em um avião privativo de um lado para o outro. Ele usou os velhos carro e trem. Ao todo, ele estima que, enquanto passava a maior parte de seu treinamento em Boston, ele fazia também três viagens de trem para Nova York por uma semana ou duas para cada visita, e três viagens de sete a dez dias para Montreal, de carro.    

      

Essa é a vida glamorosa de um atleta profissional de elite.   

      

"Eu realmente não me importo de viajar muito", ele disse. "Eu tento fazê-lo em um dia que eu não vá treinar, assim meu corpo não vai sofrer de estar preso na posição sentada por muito tempo, e eu vou evitar lesões dessa forma por não treinar nesses dias. A coisa mais difícil é a comida. Estou acostumado a comer a comida que eu tenho na minha casa e preparar meus alimentos. Eu gosto de comer tudo orgânico, assim isso é definitivamente o maior desafio quando estou na estrada".    

         

Agora que o trabalho mais difícil está feito, é hora do retorno, que para Florian é noite de luta contra um atleta que ele tem admirado por anos, Takanori Gomi.    

      

"Eu acho que ele era mentalmente muito, muito duro, muito forte", Florian disse quando indagado sobre sua primeira impressão de seu oponente. "Ele era um cara que só tinha uma atitude firme se ele estava levando socos ou o que estava acontecendo, ele estava tão confiante que ele te nocautear, e no final do dia, era o que acontecia. Ele tem as mãos muito rápidas, um queixo inacreditável, ele é um grande wrestler e muito bom, e ele é muito difícil de ser derrubado. E se você o coloca de costas no chão, ele é muito bom para conseguir voltar em pé. Ele é um peso leve forte, ele será um peso leve grande e ele é perigoso".    

      

Porém, quando o combate contra Florian foi anunciado, o fato surpreendeu muitos na comunidade da luta, principalmente porque é um luta inicial complicada para 'The Fireball Kid'. Conte 'Ken Flo' como um dos surpresos quando recebeu o telefonema.    

      

"Eu pensei que o Gomi teria uma luta de aquecimento na estreia", ele disse. "Mas eu sou grato por isso. Acho que tenho sorte por ter a chance de lutar contra um atleta de alto nível em outro evento principal. Tenho acompanhado a carreira dele pó um longo tempo e ele foi o melhor do mundo por bastante tempo, então, para mim, vejo isso como uma grande oportunidade para elevar meu status entre os pesos leves. É uma luta que eu queria por muito tmepo e eu sempre vi Gomi como o melhor. Primeiro foi uma surpresa ele entrar no UFC, então receber a ligação dizendo que eu seria seu primeiro adversário foi impressionante".     

      

Mas sabe Florian que Gomi vai pra cima dele com todas as armas à noite - não só para conseguir a vitória, mas para fazer a afirmação de que ele ainda está entre os melhores até 70kg no mundo.    

      

"Espero ver um Takanori Gomi muito motivado, mas acredito que, quando ambos os indivíduos estão motivados e querem ganhar, o diferencial se resume a quem tem as melhores habilidades, quem é o melhor lutador, e quem fez sua lição de casa. Acho que eu tenho, e eu acho que evolui mais como lutador do que o Takanori Gomi. E eu sei que vou desempenhar e mostrar isso".     

      

Confiante, preparado e ansioso para ouvir o sino inicial, Kenny Florian está de volta, e ele não poderia estar mais feliz. Sim, lutar é divertido novamente.    

      

"É realmente isso", ele disse. "Eu nunca gostei de treinar tanto. Eu estou sorrindo novamente, eu estou me divertindo com as coisas, aprendendo muito, e isso é tudo. Com isso em mente, é um novo Kenny Florian, e eu estou ansioso para mostrar as novas habilidades que eu tenho aprendido contra o Takanori Gomi".