Skip to main content

Fábio Maldonado - A hora da verdade chegou

"Vai ser um evento emocionante, cheio de lutadores brasileiros, muitos deles meus companheiros de equipe. Estou com o coração a mil para esta luta, vai valer a pena." - Fábio Maldonado

Fabio Maldonado recebeu uma missão indigesta. No UFC Rio 3, neste sábado, o lutador não apenas encara Glover Teixeira no card principal do evento, na HSBC Arena. Maldonado substitui o contundido Rampage Jackson, ex-campeão da categoria meio-pesado, um atleta renomado.      
Com duas derrotas em três apresentações pelo UFC, Maldonado (18v-5d) é conhecido pelas habilidades no boxe, modalidade em que conquistou diversos títulos. Seu oponente, Glover (18v-2d), além de vir embalado numa série de 16 triunfos, também conta com muitos nocautes no cartel (11), além de ter bom desempenho na luta de chão, com cinco finalizações. Diante disso, Fabio promete surpreender.
           "Estou com mais armas para esta luta e posso tentar algumas coisas diferentes. Para todas as lutas existe uma estratégia e estou preparado em todos os fundamentos, para lutar no chão também, se for preciso", comenta ele, que já trabalhou o quesito com feras como Thiago Tavares e Amaury Bitetti, entre outras.      
   "Sei lutar no chão sem o pano, já treinei muito jiu-jitsu. Evolui bastante nos últimos anos, a galera de Santa Catarina, da equipe Ataque Duplo, me ajudou bastante, além dos próprios irmãos Minotauro e Minotouro. Já rodei bastante e aprendi muita coisa".
          Entretanto, não há como negar, a confiança é grande nos punhos. Das 18 vitórias do lutador, 12 terminaram em nocaute contra três finalizações.  
   "Uso bem as mãos e isso pode ser o diferencial. Sei que o chão é mais a praia do meu adversário, ele é melhor nisso, mas eu levo vantagem em pé, no boxe", avisa. "Espero que ele sinta o peso da minha mão. Vamos nessa, quero trocar com o Glover."  
      Fabio fez toda a preparação ao lado dos irmãos Nogueira e terá ao seu lado em ação, na mesma noite, mais seis companheiros de equipe. Do outro lado, Glover contou com a ajuda de ícones do MMA como Chuck Liddell e Pedro Rizzo. A luta promete.
         "Vai ser um evento emocionante, cheio de lutadores brasileiros, muitos deles meus companheiros de equipe. Estou com o coração a mil para esta luta, vai valer a pena", finaliza.