Skip to main content
/themes/custom/ufc/assets/img/default-hero.jpg

Evans bate Rampage e é o próximo desafiante até 93kg

Rashad Evans vence Quinton Jackson e é o próximo desafiante de Mauricio Shogun na disputa do título 

                O brasileiro Rogério Minotouro vence Jason Brilz na decisão dividida dos juízes  

  

 

Deu Rashad Evans no UFC 114, que aconteceu ontem à noite na MGM Grand Garden Arena, em Las Vegas. Na platéia lotada, alguns ilustres vibravam com o grande show, como o astro do boxe Myke Tyson e o rapper Snoop Dogg.   

 

Na principal luta da noite, Rashad Evans mostrou urgência em acabar com o combate. Logo nos primeiros segundos partiu pra cima de Rampage tentando derrubá-lo. Por um tempo imprensou o adversário na grade, mas acabou recebendo uma joelhada. Ainda no primeiro assalto, Rashad quedou Rampage e caprichou no ground and pound. O gongo soou quando Rampage ensaiava uma reviravolta. Todo o embate Rashad mostrou mais fôlego, velocidade e vontade de vencer, sempre partindo pra cima de seu algoz.    

 

No terceiro assalto, Rampage teve seu grande momento e bateu na trave de aplicar um nocaute de Rashad Evans, mas este resistiu e os juízes foram unânimes: a vitória era de Rashad Evans que será o desafiante do brasileiro Mauricio Shogun na sua primeira defesa do cinturão dos meio-pesados.    

   

O brasileiro Rogério 'Minotouro' Nogueira teve dificuldades de fugir dos golpes do wrestler Jason Brilz. No início da luta os dois mantiveram distância e estudavam o jogo do adversário. Minotouro logo acertou uma excelente joelhada no americano, mas na tentativa de acertar um chute, acabou derrubado. Já no segundo round,o brasileiro mostrou fôlego ao resistir de um longa guilhotina do adversário. O juiz ameaçou parar o combate, mas foi impedido pelo próprio Rogério. A beleza da luta ficou visível no terceiro round quando Minotouro imobilizou os dois braços do americano com um crucifixo. A vitória do brasileiro surpreendeu a platéia que aplaudiu Brilz de pé. “Eu prometo que da próxima vez, eu serei melhor”, falou o vencedor Rogério Minotouro à platéia.     

 

O momento peculiar da noite ficou na vitória improvável de Mike Russow contra Todd Duffee, este de porte atlético e aquele exibindo alguns quilinhos a mais e uma barriga protuberante. Duffee mostrava superioridade ao longo dos três rounds de uma luta morna,apartir do segundo assalto quando em um momento inesperado, faltando 25 segundos para o fim da luta, Russow nocauteou o atlético Duffee de forma contundente para alegria da platéia. 

 

Card Principal 

Rashad Evans venceu Quinton Jackson por decisão unânime dos juízes. 

Michael Bisping venceu Dan Miller por decisão unânime dos juízes. 

Mike Russow venceu Todd Duffee  por nocaute aos 2 minutos e 35 segundos do terceiro round. 

Rogério 'Minotouro' Nogueira venceu Jason Brilz por decisão dividida dos juízes. 

John Hathaway venceu Diego Sanchez por decisão unânime dos juízes. 

Dong Hyun Kim venceu Amir Sadollah por decisão unânime dos juízes.           

 

Card Preliminar 

Efrain Escudero venceu Dan Lauzon na decisão unânime dos juízes.   

Melvin Guillard venceu Waylon Lowe por nocaute aos 3 minutos e 28 segundos do primeiro round.   

Cyrille Diabate venceu Luiz 'Banha' Cané por nocaute técnico aos 2 minutos e 13 segundos do primeiro round.   

Aaron Riley venceu Joe Brammer por decisão unânime dos juízes.   

Ryan Jensen venceu Jesse Forbes por finalização (guilhotina) a 1 minuto e 6 segundos.