Skip to main content

Emocionante episódio de estreia define 7 primeiros integrantes do TUF Brasil 2

Iriê,  "Pedra", William "Patolino", "Marreta", Neilson Gomes, "Besouro" e Tiago "Unstoppable" vencem lutas eliminatórias e são os primeiros integrantes da 2ª  temporada brasileira do programa

O reality show The Ultimate Fighter Brasil retornou à tela da Rede Globo neste domingo, 17, para mais uma temporada, desta vez com um grupo de lutadores meio-médios em busca de um contrato com o Ultimate Fighting Championship. No primeiro episódio da segunda temporada brasileira do programa, 14 lutadores subiram ao octógono para definir, em sete lutas eliminatórias, a primeira metade do elenco final. Ao final das batalhas de dois rounds - com a possibilidade de um terceiro em caso de empate - emergiram os finalistas Pedro Iriê, Márcio "Pedra", William "Patolino", Luiz "Besouro", Thiago "Marreta", Neilson Gomes, Luiz "Besouro" e Tiago Alves "Unstoppable".

Uma importante inovação desta temporada em relação à passada foi a presença das famílias, amigos e colegas de treino durante as lutas eliminatórias. Repetindo um modelo que só começou a ser adotado em 2013 para as versões do reality ao redor do mundo, os convidados não só puderam assistir e torcer, como também visitaram os participantes em seus quartos antes das batalhas. O resultado foi um episódio emocionante, e os espectadores puderam ver também outro lado dos ainda mais motivados aspirantes a lutadores do UFC. 
No próximo episódio, as últimas sete lutas eliminatórias determinarão o elenco final de 14 lutadores meio-médios que se mudarão para a casa da do The Ultimate Fighter e lutarão semana a semana por um contrato com a organização e pelo cobiçado título de "Ultimate Fighter". Além disso, os técnicos pesos pesados Rodrigo "Minotauro" Nogueira e Fabricio Werdum poderão escolher seus times, guiados com o auxílio de suas equipes de treinadores assistentes. O "Time Werdum" é encabeçado por Rafael Cordeiro, Fabio Gurgel, Kenny Johnson e Felipe Werdum, enquanto o "Time Nogueira" conta com Luiz Dórea, Vitor Miranda, Sheymon Moraes, Everaldo Penco e Eric Albarracin.

Os participantes disputando pelas vagas finais na casa no próximo episódio são:

Bruno Dias "Jacaré" (11-3-1), 26, Bragança Paulista, SP

Cleiton Duarte "Foguete" (12-1-0), 32, Rio Grande, RS
 David Vieira da Silva (4-0-0), 31, Rio de Janeiro, RJ

Henrique Batista "Sucuri" (4-0-0), 27, Linhares, ES

Juliano Wandalen "Ninja" (7-3-0), 35, Blumenau, SC

Leandro Silva "Buscapé" (5-0-0), 26, São Paulo, SP
 Leonardo Santos (11-3-0), 33, Rio de Janeiro, RJ
 Luciano Contini, (8-1-0), 29, Curitiba, PR

Ronaldo Oliveira Silva "Rony Silva" (3-0-0), 26, Vitória da Conquista, Bahia

Santiago Ponzinibbio (18-1-0), 26, La Plata, Argentina
 Thiago Silva "Bel" (9-3-1), 22, Curitiba, PA

Thiago de Lima Santos "Marreta" (8-1-0), 29, Rio de Janeiro, RJ

Viscardi Andrade (13-5-0), 29, São Paulo, SP
 Yan Cabral (10-0-0), 29, Rio de Janeiro, RJ

Confira os resultados do primeiro episódio do The Ultimate Fighter Brasil 2:

Wande Lopes VS Pedro Iriê

Não houve sequer tempo para que a luta se desenvolvesse de outra maneira que não de pé. Logo no início da batalha, Iriê conectou o primeiro soco, e a força do golpe derrubou o adversário imediatamente. Lopes se recuperou do knockdown e ficou de pé em seguida, mas novamente a potência das mãos do paulista não deu chances, resultando em um belo nocaute.

"O guri (Iriê) é guerreiro mesmo", comentou o técnico Fabrício Werdum, impressionado com a potência do lutador de Bragança Paulista, em São Paulo. Embora de origem no judô e no jiu-jitsu, Iriê considera-se um striker agressivo, e, assim como fez com Wande Lopes, vem nocauteando em suas últimas lutas profissionais.

Resultado oficial - Vitória de Pedro Iriê por nocaute no primeiro round

Daniel "Gelo" VS Márcio "Pedra"

Os adversários trocaram um pouco na luta de pé, com Gelo conectando bons golpes retos contra o rosto de Pedra. O carioca de Belford Roxo, contudo, não deixou barato, conseguindo botar para baixo e partir para as costas, encaixando já no primeiro round o mata-leão que forçou o adversário de Nilópolis a dar os três tapinhas e desistir.

"Baixada Cruel, os sinistros são de Bel", comemorou Pedra após a vitória, em alusão ao seu município. Com quatro vitórias e nenhuma derrota em sua carreira profissional, o carioca de 23 anos treina na Tijuca, no Rio de Janeiro, ao lado do futuro colega de TUF Brasil 2, William Patolino.

Resultado oficial - Vitória de Márcio "Pedra" por finalização (mata-leão) no primeiro round

Roberto "Corvo" VS William "Patolino"

Logo no início do round, Patolino partiu para dentro, derrubando Corvo com um double leg (técnica na qual o lutador parte para as duas pernas do adversário para levá-lo ao chão) e trabalhando por cima. Uma cotovelada de Patolino acertou em cheio a testa de Corvo, abrindo imediatamente um corte profundo. O sangramento forçou o árbitro a interromper o embate e, após análise dos médicos, Corvo não foi autorizado a continuar. Vitória por nocaute técnico.

Oriundo de São João de Meriti, Rio de Janeiro, Patolino impressionou na primeira etapa de testes abertos com seu carisma e suas piruetas. Sorridente e de personalidade marcante, a o carioca de 21 anos treina muay thai desde os 13 anos na Tijuca e, ambicioso, se vê em breve lutando no topo da categoria no UFC.

Resultado oficial - Vitória de William "Patolino" por nocaute técnico no primeiro round

Gil Freitas VS Thiago "Marreta"
Embora os dois lutadores tenham iniciado o embate com agressividade, foi Gil Freitas que saiu melhor no primeiro round, conseguindo botar Thiago para baixo e, demonstrando muita força, mantendo-o no chão. No fim, Marreta conseguiu se levantar e reagir com bons golpes, mas sem fazer muito antes do apito decretar o fim do assalto inicial.

No segundo round, Marreta voltou com mais desenvoltura, utilizando sua envergadura a seu favor. Gil chegou a derrubar, mas não conseguia segurar o adversário tão bem e, na luta de pé, Marreta continuava levando vantagem. Os chutes frontais do carioca faziam a diferença, e Gil começava a exibir sinais de cansaço.

No terceiro round, o panorama foi similar: Gil começou derrubando, mas Marreta usava sua envergadura e boa forma física para dominar em pé. Freitas, por outro lado, exibia claros sinais de exaustão física, e Marreta conseguia defender quedas, inverter posições e continuava dominando por cima. O resultado foi a vitória de Thiago por decisão unânime dos jurados.

Ao final do embate, Marreta abraçou a mãe e a noiva - com quem já está de casamento marcado para muito em breve. Marreta vem da Cidade de Deus, no Rio de Janeiro, tem no muay thai sua base, e atualmente dá aulas da modalidade em duas academias. Além de lutar, outra paixão da vida de Thiago é saltar de paraquedas, tendo sido membro da brigada paraquedista do Exército por sete anos.

Resultado oficial - Vitória de Thiago "Marreta" por decisão dividida após três rounds

Felipe Olivieri VS Neilson Gomes

O baiano Neilson Gomes levou sua mãe para assistir uma luta sua ao vivo pela primeira vez justamente no Ultimate Fighter. Apesar de claramente nervosa, agarrada a um terço e rezando pela vitória do filho, a mãe deu sorte. Com um boxe afiado e um jogo de quedas eficiente, o baiano fez o suficiente para, após três rounds, ser declarado vencedor de maneira unânime após um embate equilibrado e cheio de reviravoltas.

No primeiro round, as tentativas quedas de Neilson eram abundantes. Mas Felipe, com desenvoltura, conseguia escapar das posições e retomar o embate de pé. No segundo round, o baiano voltou buscando as quedas, encaixando alguns bons golpes de mão em Felipe que, mais versátil na luta de pé, usava os chutes e joelhadas. No terceiro round, o cenário era similar: Neilson derrubando e Olivieri escapando, com emocionantes brigas pelo domínio de posição. No fim, a atitude de Neilson contou a seu favor e foi ele que teve a mão levantada.

Neilson vem de Paulo Afonso, na Bahia, mas mora e treina em Salvador, na Champion - mesma academia do ex-campeão peso pesado Junior Cigano. Tem 14 triunfos contra apenas dois revezes em sua carreira profissional no MMA.

Resultado oficial - Vitória de Neilson Gomes por decisão no terceiro round

Robson "Negão" VS Luiz "Besouro".

No sexto embate do programa, foi a experiência de Besouro que fez a diferença. Com boa movimentação de pé e bom timing de quedas, o carioca dominava a luta em todos os fundamentos e, mesmo sem conseguir finalizar, mantinha o domínio no chão. Uma cotovelada ilegal acidental por parte de Besouro forçou uma breve interrupção, mas, analisado pelos médicos, Robson voltou para o embate e terminou o primeiro round dominado por baixo.

O panorama no segundo não foi muito diferente, com Besouro mantendo domínio sobre o adversário tanto na luta de pé quando nas quedas e no domínio no solo. A decisão, unânime, veio após dois rounds, e Besouro se tornou o sexto integrante da segunda temporada do The Ultimate Fighter Brasil 2.

Besouro treina na equipe RFT, no Rio de Janeiro. Márcio Cromado, que fica à frente da equipe, fez questão de comparecer à luta, torcendo por Besouro com entusiasmo. Com 11 vitórias na carreira profissional, Besouro é um lutador experiente. "Ele se mostrou o lutador talvez mais preparado da competição", elogiou Rodrigo Minotauro Nogueira após a batalha.

Resultado oficial - Vitória de Luiz "Besouro" por decisão unânime após dois rounds

Luta 7 - Tiago Alves "Unstoppable" VS Weguimar "Big Big"

A ação começou a esquentar quando Tiago acertou um bom chute alto, mas, na luta de pé, era Big Big que levava a melhor no início do primeiro round. Com o desenrolar do embate, contudo, Alves conseguiu levar o adversário ao chão e, utilizando suas impressionantes credenciais no jiu-jitsu, manteve Big Big dominado por baixo.

No retorno para o segundo round, foi novamente a excelência na arte suave que fez a diferença, e Tiago, sem perder o controle por cima e buscando a finalização, conseguiu encaixar uma kimura que pôs fim ao embate e solidificou sua entrada na casa.

Aos 33 anos, o paulista Tiago é ainda um "novato" no MMA. Com apenas três lutas profissionais - todas vitoriosas -, ele só começou a lutar a modalidade profissionalmente em 2012. No jiu-jitsu, contudo, experiência é o que não falta, e Tiago traz na bagagem diversos títulos nacionais e internacionais acumulados desde que começou a praticar a arte suave, aos 20 anos.

Resultado oficial - Vitória de Tiago Alves por finalização (kimura) no segundo round

Para mais informações sobre o programa, bios, vídeos e fotos, visite www.tuf.tv