Skip to main content

Belfort e Bisping trocam farpas na reta final da preparação para o UFC São Paulo

O Ultimate Fighting Championship® abre seu calendário de eventos de 2013 no sábado, dia 19, no UFC São Paulo, no Ginásio do Ibirapuera. O evento – o quinto da organização no Brasil – traz como luta principal a lenda brasileira do esporte Vitor Belfort contra o britânico Michael Bisping, vencedor da terceira temporada do “The Ultimate Fighter” e um dos lutadores mais importantes da divisão dos pesos médios da organização.   Embora não tenha um cinturão em disputa, a batalha pode determinar o futuro da divisão dos médios. Isto porque o presidente do UFC Dana White já afirmou que, caso vença, Michael Bisping pode ter sua primeira chance de tentar tirar o cinturão de Anderson Silva. Já Vitor tem a seu lado outro estímulo: a torcida brasileira. Lutando novamente no país natal, o brasileiro retorna à cidade onde em 1998 comemorou um nocaute histórico sobre o também lendário Wanderlei Silva, no primeiro evento do UFC no Brasil.    
Confira abaixo as declarações das estrelas principais do UFC São Paulo:  

Vitor Belfort:
-
Sobre seu futuro nos médios caso vença: "Não estou focado no depois. Vivo o agora e meu foco é sempre meu próximo combate. O que acontecerá amanhã será fruto do presente”.  
Sobre Bisping ter falado que ele será um “saco de pancada ambulante”: “Cada um fala o que quer, mas eu só escuto o que eu quero. Não como comida podre”.  
Sobre lutar novamente no Brasil: “Lutar em casa é um sonho realizado. Há mais de 17 anos batalho para meu esporte ser reconhecido no Brasil”.  
Sobre Dana White ter falado que Bisping será o próximo desafiante caso vença: “Não estou preocupado com isso. Meu foco é meu próximo combate”.      

Michael Bisping:  
-
Sobre Vitor chamando-o de “Hooligan”: “Fiquei bastante surpreso. Tenho muito respeito pelo Vitor, ele é um ex-vencedor de torneio do UFC e ex-campeão meio-pesado e um dia estará no Hall da Fama. Eu treino na academia que os patrocinadores dele trabalham e ele não tem nenhum problema com isso, então pensei que seríamos respeitosos. Mas estávamos no Brasil falando com a imprensa salas separadas e eu ouvi da mídia brasileira que ele havia me chamado de hooligan. Eu estava sendo respeitoso e ele me chamando de hooligan, enquanto todas as suas grandes vitórias no UFC vieram após golpear pessoas ilegalmente na nuca... Ele é um trapaceiro. Ele tem dado golpes contra a nuca de adversários há anos e eu estou treinando justamente essa defes a porque eu sei que ele vai tentar dá-los de novo”.    
Sobre respeito a Belfort: “O que me fez perder o respeito pelo Vitor foi que, após ele me xingar pelas costas, ele me mandou uma mensagem de texto falando que não quis dizer aquilo e ainda colocou ‘LOL’ e carinhas felizes no texto. Pelo menos assuma o que disse a respeito de mim, você é um homem crescido. Não somos amigos, não somos namorados de escola, então enfie suas mensagens de texto no traseiro”.  
Sobre a batalha no UFC São Paulo: “Eu prefiro lutar e treinar de maneira emocional. Se eu respeito ou gosto de um oponente, tendo a não ir tão bem quanto quando eu acho que eles merecem apanhar. Vitor cometeu um grande erro ao atacar meu caráter. Eu estava motivado, mas agora quero dar um show. Vitor tem dois ou três rounds para me derrubar – e sua melhor chance é me acertando na nuca como fez com Franklin, Akiyama, Rumble e outros – e então seu tanque de gás ficará vazio e ele tomará uma surra de mim. Eu irei forçá-lo a lutar num ritmo que ele não aguentaria nem com 20 e poucos anos. Seu condicionamento cardiorrespiratório é patético, honestamente. Ele é o maior desafio da minha vida, mas estou pronto”.  
Sobre Anderson Silva: “Anderson confirmou que este ano irá defender o título dos pesos médios do UFC que ele tem desde 2006, e eu estou muito feliz que o melhor lutador do mundo vá lutar na categoria até 84 Kg, e não em super lutas de peso intermediário. Dana White confirmou que, se eu vencer o Vitor Belfort, em duas semanas – o que é bastante a pedir – eu ganho uma chance contra Anderson. Mas isso é o máximo que posso pensar sobre o Anderson Silva. Toda essa falação será em vão se eu for derrotado pelo Vitor no dia 19 de janeiro”.  
Sobre a chance de disputar o cinturão: “Acredito 100% que sou o desafiante número 1 e que minha chance de conquistar o título é merecida e já não era sem tempo. Eu já estive nessa situação antes. No UFC 100, eu teria que passar por Dan Henderson para consegui enfrentar Silva e, um ano atrás, com oito dias de antecedência, tive a oportunidade dos sonhos de enfrentar o Chael Sonnen pela chance de enfrentar o Anderson. Nas duas vezes, não deu certo. Sou o culpado por isso, tive a chance e não cumpri meu trabalho. Mas cumprirei meu trabalho contra Belfort”.  
Estratégia para Anderson: “Muitos dos caras que Anderson enfrentou estão apenas felizes de estar lá e sequer tentam. Mas eu levarei a luta para o Anderson. Eu o respeito 100%, mas não tenho medo dele. Chael deu a Anderson as suas duas lutas mais duras e muitos – incluindo Chael se você o perguntar – acham que eu o derrotei (Sonnen) um ano atrás. Não irei arriscar um giratório de mão contra ele. Sou um wrestler tão bom quanto Chael, então sei que posso derrubá-lo, tenho uma defesa de jiu-jitsu muito superior à do Chael, e estou anos-luz à frente de Chael de pé. É por isso que eu e Anderson faremos uma luta tão boa”.    
Sobre Anderson declarando que Vitor será vitorioso: “Eu sei que ele escolheu o Vitor para vencer, mas ele está apenas fazendo o que um bom conterrâneo deve fazer, ele está escolhendo o brasileiro como vencedor toda vez que a imprensa brasileira o pergunta sobre isso. Eu entendo”.      

UFC SÃO PAULO:  
O UFC São Paulo será o quinto evento realizado no Brasil que, desde agosto de 2011, já sediou três no Rio de Janeiro e um em Belo Horizonte. Na co-luta principal da noite, o finalista peso médio do TUF 1 Daniel Sarafian faz sua estreia oficial no Octógono, contra CB Dollaway. Thiago Tavares, Gabriel Napão, Edson Barboza, Diego Nunes, Ronny Markes e Godofredo Pepey são apenas alguns dos outros nomes brasileiros que estarão em ação no Ibirapuera.      

Card oficial*      
Principal
 Vitor Belfort vs. Michael Bisping  
C.B. Dollaway vd. Daniel Sarafian   
Ben Rothwell vs Gabriel Napão  
Khabib Nurmagomedov vs. Thiago Tavares      

Preliminar
Godofredo Pepey vs Miltinho Vieira  
Andrew Craig vs Ronny Markes  
Nik Lentz vs Diego Nunes  
Lucas Mineiro vs Edson Barboza  
Pedro Nobre vs Iuri Marajó  
Ildemar Marajó vs Wagner Caldeirão  
C.J. Keith vs Francisco Massaranduba      

*card sujeito a alterações      

Sobre o Ultimate Fighting Championship®   Universalmente conhecido por seus eventos cheios de ação, que já lotaram algumas das maiores arenas e estádios, o UFC® é a organização líder de artes marciais mistas no mundo. Propriedade da Zuffa, LLC, com base em Las Vegas, Nevada (EUA) e com escritórios em Londres (Inglaterra), Toronto (Canada) e Pequim (China), o UFC® produz anualmente mais de 30 eventos ao vivo ao redor do mundo e, no Brasil, tem a transmissão da Rede Globo e do Canal Combate, canal à la carte da Globosat especializado em lutas. Maior provedor de pay-per-view no mundo, a programação do UFC inclui o famoso reality show The UltimateFighter, transmitido nos EUA pelo canal FX (grupo FOX) e no Brasil pela Rede Globo.   Além do seu alcance na FOX, a programação do UFC é transmitida em mais de 145 países e territórios, alcançando 800 milhões de lares ao redor do mundo, em 30 línguas diferentes. O UFC também se conecta a dezenas de milhões de fãs através do UFC.com, bem como sites de mídia social como Facebook e Twitter. Dana White, presidente do UFC, é considerado um dos mais acessíveis e seguidos executivos no mundo do esporte, com mais de dois milhões de seguidores no twitter.   O UFC também possui DVDs best-sellers, revistas bimestrais, o game best-seller UFC “Undisputed” distribuído pela THQ, álbum de figurinhas distribuído pela Panini, as feiras UFC Fan Expo, produtos de vestuários, equipamentos de lutas e bonecos dos lutadores.      

No Brasil, os fãs tem acesso a conteúdos exclusivos em português no site UFC Brasil (http://br.ufc.com), no Facebook através do link facebook.com/UFCBrasil e no Twitter @ufc_brasil.