Skip to main content

Antes tarde do que nunca, Couture derrota Coleman no UFC 109 Por Thomas Gerbasi

Por Thomas Gerbasi

Las Vegas, 6 de fevereiro –

Foi uma luta que durou quase 12 anos e para Randy Couture, definitivamente valeu a espera, ao dominar a luta contra Mark Coleman, válida pelo UFC 109, no último sábado, do início até a finalização no segundo round, no Mandalay Bay Events Center.

"Eu estou vivendo um momento incrível", disse Couture, que deveria ter enfrentado Coleman em 1998, mas uma lesão cancelou o embate entre eles no UFC 17. "Eu sinto como se estivesse melhorando a cada dia. É a minha terceira luta em sete meses e me sinto ótimo por estar tão ativo".

Ambos os lutadores lançaram seus golpes de maneira efetiva no começo da luta, com Couture adicionando uma direita nos ataques. Coleman não estava fugindo das trocas não, e conseguiu distribuir alguns golpes fortes. Com pouco mais de três minutos para o fim do primeiro round, no entanto, Couture derrubou Coleman com golpes upstairs e seus joelhos foram igualmente efetivos ao jogar 'The Hammer' contra a cerca. Couture manteve o controle da luta, mas Coleman não iria desistir e voltou com um golpe exatamente na hora em que Couture se preparava para encerrar a luta. Mas quando o sino soou, já estava claro que Couture liderava o embate.

Os ataques mais firmes de Couture novamente surtiram efeito no começo do segundo round, ao derrubar Coleman e levá-lo ao chão. Couture, então, iniciou um ground and pound contra o mestre da técnica antes de afundar em um rear naked choke. Coleman tentou se segurar, mas não teve jeito, e o árbitro Steve Mazzagatti foi forçado a encerrar a luta aos 1:09 do round.

Com a vitória, Couture, de 46 anos, aumenta seu recorde para 18-10. Ele agora está 2-0 na sua carreira no peso leve. Já Coleman, de 45 anos, caiu para 16.10.

"Esse cara é muito forte", disse Coleman. "Eu não sei o que aconteceu. Eu estou desapontado, mas não irei desistir. Eu voltarei".