Skip to main content

Anderson derrota Demian no UFC 112, em Abu Dhabi

·         Mesmo atingindo a 11 vitória consecutiva, Brasileiro é vaiado e pede desculpas aos torcedores 

 

·         Rafael dos Anjos vence e ainda leva o prêmio de  “finalização da noite” 

 

·         Frankie Edgar tira cinturão dos leves de BJ Penn 

 

·         Renzo Gracie perde em sua estréia no octógono 

 

  

 

O brasileiro Anderson Silva venceu o compatriota Demian Maia e manteve o cinturão da categoria dos médios do Ultimate Fighting Championship (UFC). Além disso, chegou a sua décima primeira vitória consecutiva, o que é recorde absoluto na competição. Mesmo assim, ele saiu insatisfeito do octógno, que foi montado pela primeira vez no oriente Médio, em Abu Dabi , neste sábado, 10 de abril, valendo pelo UFC 112. 

 

“Esse não sou eu. Peço desculpas aos torcedores. O Demian me surpreendeu com alguns golpes, mas... esse não era eu”, disse, após o confronto. 

 

De fato. A luta começou do jeito que Anderson gosta. Mantendo a distância de seu adversário, ele controlava a luta com chutes de meia distância. Mas, ao mesmo tempo, provocava Demian, com palavras e gestos que agitavam o público. Durante os dois primeiros rounds, parecia que Anderson estava brincando de lutar. 

 

A partir do terceiro round, a história mudou. O campeão parou de provocar com a mesma intensidade e a passear de um lado para o outro pelo octógono. E Demian, que se manteve sempre focado na luta, começou a ganhar confiança e a arriscar mais. Até o fim foi assim, com a platéia mudando de lado: os gritos “Maia! Maia” da arquibancada eram ouvidos a todo o momento. 

 

No fim, o título ficou ainda com o campeão, por decisão unânime dos juízes, mas as vaias mostraram que o público não ficou muito satisfeito com o desempenho visto deste que é considerado o melhor lutador da atualidade. 

 

A surpresa da noite foi a derrota de BJ Penn. O americano fez uma luta morna contra Frankie Edgar e na decisão dos juízes, o título categoria  leve mudou de mãos. 

 

“Agradeço ao meu time, minha família por todo o suporte no trabalho”, disse o novo campeão, de 28 anos. “Lutar contra BJ Penn foi uma honra para mim”, completou. 

 

A grande atuação de brasileiros no UFC 112 foi a de Rafael dos Anjos. Ele estreou no card principal e finalizou Terry Etim com um armlock no segundo round. Além a vitória, Rafael ainda levou o prêmio de melhor finalização do evento. 

 

Já Renzo Gracie não resistiu ao experiente Matt Hughes na categoria meio-médio. Renzo, 43 anos, fazia sua estréia no UFC e até que levou vantagem no primeiro round. Mas Hughes conseguiu controlar a luta a partir do segundo round e no fim do terceiro assalto uma sequência de socos levou o árbitro Herb Dean a interromper o combate decretando o nocaute técnico aos 4:40. 

 

Card Principal: 

Anderson Silva venceu Demian Maia por decisão unânime após cinco rounds 

Frankie Edgar derrotou BJ Penn por decisão unânime após cinco rounds 

Matt Hughes venceu Renzo Gracie por TKO aos 4:40 do terceiro round 

Rafael Dos Anjos finalizou Terry Etim aos 2:40 do segundo round 

Mark Munoz venceu Kendall Grove por TKO aos 2:50do segundo round 

 

Card Preliminar: 

Phil Davis finalizou Alexander Gustafsson com um triângulo de mão aos 4:55 do primeiro round 

Rick Story venceu Nick Osipczak por decisão dividida 

DaMarques Johnson venceu Brad Blackburn por TKO aos 2:08 do terceiro round 

Paul Kelly finalizou Matt Veach com uma gilhotina aos 3:41 do segundo round 

Jon Madsen venceu Mostapha Al Turk por decisão unânime 

  

 

Sobre o Combate:  

         O Combate é referência na televisão brasileira quando o assunto é arte marcial. Produzido pela Globosat e  comercializado pelo sistema pay-per-view, o canal exibe ao vivo eventos de UFC Fight Night e Ultimate Fighting Championship (UFC), a maior competição de artes marciais mistas (MMA) do mundo. Há ainda intensa programação com  UFC All Access, UFC Unleashed e o Countdown, que informam sobre os bastidores e o treinamento dos atletas, série de nocautes inesquecíveis do UFC e lutas históricas. O Combate exibe também o programa "Passando a guarda", com Jorge Guimarães, o Joinha, que roda o mundo mostrando os bastidores e novidades no mundo das lutas. Transmite ainda disputas de boxe por títulos mundiais ao vivo e possui o maior acervo da TV brasileira de lutas da modalidade. Para seguir o twitter do canal acesse http://www.twitter.com/canalCombate.   

 

  

 

Sobre o Ultimate Fighting Championship (UFC):   

         Depois de ser comprado há 10 anos por U$ 2 milhões e ter hoje a sua marca avaliada em U$ 1 bilhão, o UFC agora foca no mundo árabe. Para isso, fechou a venda de 10% do capital para a Flash Entertainment, empresa de eventos e entretenimento baseada nos Emirados Árabes Unidos e que tem como seu único acionista o governo de Abu Dhabi. “Essa parceria vai ajudar a chegar em alguns lugares muito mais rápido do que se fizéssemos sozinhos”, contou o presidente do UFC, Dana White. 

 

         O Ultimate Fighting Championship (UFC) é uma organização profissional que mistura artes marciais e oferece séries de eventos de esportes de MMA (mixed marcial arts). Pertence e é controlado pela Zuffa, LLC, AM Las Vegas, nos Estados Unidos. O UFC produz doze eventos por ano, distribuídos por televisão a cabo e satélite dos EUA, além de 100 países. Para mais informações, visite http://br.ufc.com/. 

 

  

 

Sobre a Flash Entertainment:   

         A Flash Entertainment é a primeira empresa de entretenimento especializada em eventos ao vivo dos Emirados Árabes Unidos e tem como objetivo tornar a cidade referência em turismo cultural na região com atrações esportivas e artísticas reconhecidas internacionalmente como a etapa da F1.