Skip to main content

Aldo bate Faber por decisão, Henderson finaliza Cerrone

Sacramento - Se as seis lutas anteriores de José Aldo no octógono do WEC deixaram você certo de que o título dos penas deveria pertencer ao brasileiro, o desempenho do dia 24 de abril no Arco Arena confirmou que tipo de campeão ele é. Diante de Urijah Faber, um ex-campeão da divisão até 66kg e ídolo local, Aldo não mostrou sua eletrizante capacidade de desmantelar adversários rapidamente, dessa vez ele apresentou o que forja um verdadeiro detentor de título: estratégia, frieza e um planejamento que não deixou Faber 'ver a cor da bola' durante os 25 minutos de luta. 

 

A maior envergadura do atleta da Nova União era o primeiro obstáculo que o americano teria que transpor durante a luta, e Aldo mostrou que isso era quase intransponível ao lançar o que seria, ao longo do combate, sua principal arma, os chutes nas pernas. 

Um após o outro o brasileiro foi minando toda e qualquer resistência do 'California Kid', que no intervalo do terceiro para o quarto teve que ser carregado por um de seus segundos até seu corner, uma vez que sua perna esquerda já não obedecia a sua vontade. 

Mais dois rounds serviram para Aldo mostrar sua superioridade com chutes nas pernas e no corpo de Faber, que mostrou valentia em não desistir do combate. Mesmo quando, no round número quatro e com a luta no chão, ele ficou imobilizado por um crucifixo e recebeu uma série de socos e cotoveladas curtas. 

 

Com parciais de 50-45, 49-45 e 49-45, Aldo manteve o cinturão e fincou seu nome como um dos melhores P4P do mundo na atualidade. 

 
Henderson finaliza Cerrone e mantém título dos leves 

Se a primeira luta envolvendo Ben Henderson e Donald 'Cowboy' Cerrone, no WEC 43 de outubro de 2009, foi uma guerra lá e cá de cinco rounds, nada mais certo do que esperar o mesmo ritmo para a revanche pelo cinturão leve da organização. O campeão Henderson tratou de clinchar no principio do combate e lançar algumas joelhadas nas coxas do adversário. Um queda veio em seguida, e Cerrone tentou voltar em pé, mas a justa guilhotina de Cerrone entrou em ação e deu números finais aos 1:57 de combate. 

 
Gamburyan nocauteia, Roller dá aula de chão e Jorgensen vence revanche 

O armênio Manvel Gamburyan deu um passo importante dentro da divisão dos penas ao nocautear o ex-campeão Mike Brown. Apesar do excelente judô, Gamburyan aproveitou-se de um sequência de 1-2 de Brown para lançar uma direita que derrubou o representante da ATT. No chão o armênio ainda lançou mais uns golpes até a interrupção aos 2:22 e vibrou pedindo uma chance de lutar pelo título. 

 

Shane Roller mostrou ao kickboxer Anthony Njokuani todo o seu arsenal, não deixando o perigoso striker se soltar enquanto a luta esteve de pé. Quando conseguiu a queda, Roller fez as transições de forma perfeita: caindo direto na meia guarda, montada, pegada de costas até o mata-leão que fez a luta parecer mais fácil do que muitos esperavam. 

 

Scott Jorgensen tinha sofrido uma derrota em junho do ano passado para Antonio Banuelos por decisão dividida e a revanche iria responder muitas questões que poderiam assolar a cabeça do lutador de Idaho. Um knockdown sofrido no round inicial alertou Jorgensen que veio com tudo nos rounds seguintes quebrando o nariz de Banuelos e dominando as ações para faturar a decisão unânime. 

O brasiliense Rani Yahya complicou sua situação na divisão dos plumas ao perder a segunda luta seguida. Vindo de uma derrota por nocaute, Rani tinha o peso de não repetir o resultado negativo diante de Takeya Mizugaki. Entretanto o japonês usou muito bem seu ground and Pound e deixou o octógono do WEC com uma vitória por decisão unânime. 

 
Outros resultados:   

Anthony Pettis finalizou Alex Karalexis com um triângulo aos 1:35 - R2     

Leonard Garcia venceu Chan Sung Jung por decisão dividida   

Brad Pickett venceu Demetrious Johnson por decisão unânime   

Chad Mendes finalizou Anthony Morrison com uma guilhotina aos 2:13 - R1   

Tyler Toner  venceu Brandon Visher por TKO aos 2:36 - R1 

 
Premiações: 

Luta da Noite: Leonard Garcia* vs. Chan Sung Jung*   

Nocaute da Noite: Manny Gamburyan* sobre Mike Brown 

Finalização da Noite: Ben Henderson* sobre Donald Cerrone 

 

*Cada lutador recebeu 65mil dólares