Article

Os Melhores em 2010 - As lutas

Estamos bem próximos do fim de nossas listas de prêmios extra-oficiais da temporada 2010. Penúltima lista da série, as lutas!
As lutas - elas são os motivos pelos quais sintonizamos o UFC na televisão ou vamos até a arena, e quando se trata de episódios clássicos, 2010 manteve a história da organização de excelência intacta. Assim, sem mais delongas, aqui estão as melhores da nossa lista de prêmios extra-oficiais.    
    
10 - Jeremy Stephens bate Sam Stout - decisão    
No papel, o combate do UFC 113 tinha todos os ingredientes de 'Luta da Noite' e nem Stephens ou Stout desapontaram. Os pesos leves foram com unhas e dentes por 15 minutos, com Heathen Lil' emergindo vitorioso através de uma decisão dividida . Logo no início, Stephens dominou com seus ataques mais pesados, mas a resistência de Stout e suas mãos rápidas o mantiveram na luta, e quando ele acertou um forte chute no corpo do adversário no terceiro round, parecia que a vitória seria dele. Mas Stephens se recuperou, voltou em pé, e os dois terminaram a luta do jeito que começaram - com socos.    
    
9 - Diego Sanchez bate Paulo Thiago - decisão    
Diego Sanchez estava ficando sem opções. Ele perdeu a disputa pelo título peso leve para BJ Penn em 2009, voltou para os meio-médios em 2010, mas perdeu para John Hathaway, e então ele regressou para o seu treinador original, Greg Jackson, para encontrar o seu estilo novamente. Bem, ele descobriu isso em outubro, e sob pressão, 'The Nightmare' voltou a vencer com uma emocionante decisão sobre o ultra-resistente Paulo Thiago. E não foi só isso que Sanchez fez, ele despejou um estilo agressivo e variado, que tinham feito seu nome ser reconhecido no passado. Pode ter sido os 15 minutos mais rápidos que você já viu.    
    
8 - Mark Munoz bate Aaron Simpson - decisão    
Quando eu penso em amigos se enfrentando, sempre me lembro da disputa pelo título meio-médio de boxe em 1991 entre Simon Brown e Maurice Blocker, um exemplo quando se trata de dois amigos colocando sua amizade de lado e indo para a guerra. Mark Munoz e Aaron Simpson definitivamente fizeram suas partes no combate de novembro, com três rounds parelhos que estremeceram as estruturas do octógono quando esses dois wrestles soltavam seus petardos. E quando os ex-destaques do na faculdade não iam para a trocação franca, estavam exibindo um wrestling de alto nível, fazendo desta uma completa e visceral visualização do porque este esporte é tão grande. Munoz levou a melhor desta vez, por decisão unânime, mas eu não me importaria de ver outra no futuro.    
    
7 - George Sotiropoulos bate Joe Lauzon - finalização    
No início do crucial combate de leves no UFC 123, parecia que a trocação de Joe Lauzon seria a chave para decifrar o enigma de George Sotiropoulos. Mas o atleta australiano não tinha nenhuma intenção de abandonar seu recorde invicto no UFC, e após um primeiro round com ritmo acelerado, que contou com ação de alto nível, tanto em pé, quanto no chão, ele fez os ajustes necessários no segundo assalto, colocou o trem nos trilhos e finalizou Lauzon com uma kimura. 

6 - Carlos Condit bate Rory MacDonald - TKO    
Indo para sua luta no UFC 115, em junho, os fãs de luta queria saber se o prodígio de 20 anos Rory MacDonald tinha a experiência necessária para colidir com o ex-campeão meio-médio do WEC Carlos Condit. Bem, a resposta veio rápida e muitas vezes contra o 'The Natural Born Killer', quando MacDonald levou os dois primeiros rounds, graças a um ataque dinâmico que manteve o agressivo Condit fora de ação. Mas no terceiro, a experiência valeu a pena e Condit conseguiu levar MacDonald para baixo, usou o ground & pound e venceu restando apenas sete segundos para o fim. No final, a vitória ficou com Condit, mas MacDonald adquiriu respeito, e os fãs presenciaram uma luta daquelas.

5 - Sean Sherk bate Evan Dunham - decisão    
Independentemente do que você ache da controversa decisão dividida à favor de Sean Sherk, o fato é que o ex-campeão leve do UFC e a estrela em ascensão Evan Dunham fizeram 'aquele clássico' de três rounds no UFC 119, em Indianápolis. Sherk deu poucos indícios de que sentiria a falta de ritmo devido aos 16 meses afastado por causa de uma lesão, e depois de alguns bate-estacas e um ground a& pound preciso, que abriu um corte feio no olho Dunham, parecia que o 'Muscle Shark' ia atropelar o adversário. Mas Dunham, que já tinha um grande ano em 2010, com vitórias sobre Tyson Griffin e Efrain Escudero, não se intimidou, devolveu o castigo lutando em pé e mostrou superioridade, aparentemente vencendo os próximos dois assaltos. Os jurados discordaram, premiando Sherk, mas não houve perdedores em um presente aos olhos dos fãs.

4 - Brock Lesnar bate Shane Carwin - finalização    
Se você passou a duvidar do poder dos socos de Shane Carwin, não demorou muito para você começar a acreditar com convicção em julho, quando ele martelou Brock Lesnar no primeiro assalto e passou a amassar sem pena o campeão peso-pesado. Foi uma virada impressionante de Lesnar, que mostrou capacidade de superar o tempo ruim ao qual ele foi vítima nos primeiros cinco minutos. Então, quando a campainha estava para tocar indicando o segundo round, ele sorriu para Carwin como se dissesse: "você teve o seu, agora eu vou pegar o meu". E ele realmente fez, levando um esgotado Carwin para baixo e finalizando-o com um katagatame. Em poucas palavras, foi como todas as lutas pelo título dos pesados devem ser.    
    
3 - Stephan Bonnar bate Krzysztof Soszynski - TKO    
A primeira luta entre Stephan Bonnar e Krzysztof Soszynski no UFC 110 em fevereiro foi muito boa. A revanche no UFC 116 fêz a primeira luta parecer chata. Cheia de trocações intensas que poderiam ter terminado o combate a qualquer momento por inúmeras vezes, a luta entre Bonnar e Soszynski levou o bônus de 'Luta da Noite', mas foi Bonnar que ressuscitou sua carreira com o tipo de desempenho que irá garantir-lhe um emprego durante o tempo que ele decidir colocar as luvas, morder seu bocal e ir para trocar socos com seus oponentes no octógono.    
    
2 - Chris Leben bate Yoshihiro Akiyama - finalização    
Não era uma posição invejável de se estar - após a terceira e quarta luta nesta lista do épico card do UFC 116 em julho, mas Chris Leben e Yoshihiro Akiyama podem ter tomado isso como um desafio, pois eles fizeram uma das melhores lutas do ano. Apresentando uma ação lá-e-cá feroz, trocas constantes de posições, e uma finalização chocante e emocionante, este combate teve de tudo. E para completar, Leben estava lutando pela segunda vez em duas semanas, alcançando sua transformação de garoto-problema para um legítimo competidor médio no MMA.    
    
1 - Anderson Silva bate Chael Sonnen - finalização    
Anderson e Sonnen fizeram um combate pelo cinturão médio que será lembrado por anos. Sim, Sonnen dominou a maior parte da luta com o seu ground & pound, mas cada momento antes de levar o intocável detentor do título para o solo, eram cheios de tensão, Anderson soltava seu muay thai e muitos acreditavam que iria acabar com a luta. Mas mesmo antigido em algumas ocasiões, Sonnen foi firme em seu ataque, e com os segundos passando, ele foi ficando cada vez mais perto de uma das grandes surpresas do esporte e da realização de um sonho. Então, como o mais verdadeiro dos verdadeiros campeões, Anderson conseguiu uma finalização no último round. Chamá-lo de retorno espetacular, não lhe faz justiça, mas julgar esta luta como a melhor do UFC em 2010 é certamente correto.    
  
Menção Honrosa: Kendall Grove-Mark Munoz, Jared Hamman-Rodney Wallace,    
Pascal Krauss-Mark Scanlon, Brian Stann-Mike Massenzio, Kyle Kingsbury-Jared Hamman, Michael Bisping-Yoshihiro Akiyama, Matt Mitrione-Joey Beltran, Leonard Garcia-Nam Phan, Nate Diaz-Marcus Davis, Ricardo Romero-Seth Petruzelli, Evan Dunham-Efrain Escudero, George Sotiropoulos-Joe Stevenson, Chris Lytle-Matt Serra II, Mirko Cro Cop-Pat Barry, Sam Stout-Joe Lauzon, Krzysztof Soszynski-Stephan Bonnar I, TJ Waldburger-David Mitchell  
Saturday, December 20
10PM/7PM
ETPT
Barueri, Brazil

Media

Recent
UFC Fight Night Barueri weigh-in event inside the Ginasio Jose Correa on December 19, 2014 in Barueri, Brazil. (Photos by Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)
Dec 19, 2014
The Ultimate Fighter: Brazil season 3 winner Antonio Carlos Junior talks about what life was like before and after winning the show, and how he's now prepared for Patrick Cummins.
Dec 19, 2014
Watch the official weigh-in for UFC Fight Night: Machida vs. Dollaway.
Dec 16, 2014
Get an inside look at UFC lightweight Elias Silverio's training camp in Sao Paulo, Brazil as he prepares for his fight against Rashid Magomedov.
Dec 19, 2014