Article

Os Melhores em 2010 - As lutas

Estamos bem próximos do fim de nossas listas de prêmios extra-oficiais da temporada 2010. Penúltima lista da série, as lutas!
As lutas - elas são os motivos pelos quais sintonizamos o UFC na televisão ou vamos até a arena, e quando se trata de episódios clássicos, 2010 manteve a história da organização de excelência intacta. Assim, sem mais delongas, aqui estão as melhores da nossa lista de prêmios extra-oficiais.    
    
10 - Jeremy Stephens bate Sam Stout - decisão    
No papel, o combate do UFC 113 tinha todos os ingredientes de 'Luta da Noite' e nem Stephens ou Stout desapontaram. Os pesos leves foram com unhas e dentes por 15 minutos, com Heathen Lil' emergindo vitorioso através de uma decisão dividida . Logo no início, Stephens dominou com seus ataques mais pesados, mas a resistência de Stout e suas mãos rápidas o mantiveram na luta, e quando ele acertou um forte chute no corpo do adversário no terceiro round, parecia que a vitória seria dele. Mas Stephens se recuperou, voltou em pé, e os dois terminaram a luta do jeito que começaram - com socos.    
    
9 - Diego Sanchez bate Paulo Thiago - decisão    
Diego Sanchez estava ficando sem opções. Ele perdeu a disputa pelo título peso leve para BJ Penn em 2009, voltou para os meio-médios em 2010, mas perdeu para John Hathaway, e então ele regressou para o seu treinador original, Greg Jackson, para encontrar o seu estilo novamente. Bem, ele descobriu isso em outubro, e sob pressão, 'The Nightmare' voltou a vencer com uma emocionante decisão sobre o ultra-resistente Paulo Thiago. E não foi só isso que Sanchez fez, ele despejou um estilo agressivo e variado, que tinham feito seu nome ser reconhecido no passado. Pode ter sido os 15 minutos mais rápidos que você já viu.    
    
8 - Mark Munoz bate Aaron Simpson - decisão    
Quando eu penso em amigos se enfrentando, sempre me lembro da disputa pelo título meio-médio de boxe em 1991 entre Simon Brown e Maurice Blocker, um exemplo quando se trata de dois amigos colocando sua amizade de lado e indo para a guerra. Mark Munoz e Aaron Simpson definitivamente fizeram suas partes no combate de novembro, com três rounds parelhos que estremeceram as estruturas do octógono quando esses dois wrestles soltavam seus petardos. E quando os ex-destaques do na faculdade não iam para a trocação franca, estavam exibindo um wrestling de alto nível, fazendo desta uma completa e visceral visualização do porque este esporte é tão grande. Munoz levou a melhor desta vez, por decisão unânime, mas eu não me importaria de ver outra no futuro.    
    
7 - George Sotiropoulos bate Joe Lauzon - finalização    
No início do crucial combate de leves no UFC 123, parecia que a trocação de Joe Lauzon seria a chave para decifrar o enigma de George Sotiropoulos. Mas o atleta australiano não tinha nenhuma intenção de abandonar seu recorde invicto no UFC, e após um primeiro round com ritmo acelerado, que contou com ação de alto nível, tanto em pé, quanto no chão, ele fez os ajustes necessários no segundo assalto, colocou o trem nos trilhos e finalizou Lauzon com uma kimura. 

6 - Carlos Condit bate Rory MacDonald - TKO    
Indo para sua luta no UFC 115, em junho, os fãs de luta queria saber se o prodígio de 20 anos Rory MacDonald tinha a experiência necessária para colidir com o ex-campeão meio-médio do WEC Carlos Condit. Bem, a resposta veio rápida e muitas vezes contra o 'The Natural Born Killer', quando MacDonald levou os dois primeiros rounds, graças a um ataque dinâmico que manteve o agressivo Condit fora de ação. Mas no terceiro, a experiência valeu a pena e Condit conseguiu levar MacDonald para baixo, usou o ground & pound e venceu restando apenas sete segundos para o fim. No final, a vitória ficou com Condit, mas MacDonald adquiriu respeito, e os fãs presenciaram uma luta daquelas.

5 - Sean Sherk bate Evan Dunham - decisão    
Independentemente do que você ache da controversa decisão dividida à favor de Sean Sherk, o fato é que o ex-campeão leve do UFC e a estrela em ascensão Evan Dunham fizeram 'aquele clássico' de três rounds no UFC 119, em Indianápolis. Sherk deu poucos indícios de que sentiria a falta de ritmo devido aos 16 meses afastado por causa de uma lesão, e depois de alguns bate-estacas e um ground a& pound preciso, que abriu um corte feio no olho Dunham, parecia que o 'Muscle Shark' ia atropelar o adversário. Mas Dunham, que já tinha um grande ano em 2010, com vitórias sobre Tyson Griffin e Efrain Escudero, não se intimidou, devolveu o castigo lutando em pé e mostrou superioridade, aparentemente vencendo os próximos dois assaltos. Os jurados discordaram, premiando Sherk, mas não houve perdedores em um presente aos olhos dos fãs.

4 - Brock Lesnar bate Shane Carwin - finalização    
Se você passou a duvidar do poder dos socos de Shane Carwin, não demorou muito para você começar a acreditar com convicção em julho, quando ele martelou Brock Lesnar no primeiro assalto e passou a amassar sem pena o campeão peso-pesado. Foi uma virada impressionante de Lesnar, que mostrou capacidade de superar o tempo ruim ao qual ele foi vítima nos primeiros cinco minutos. Então, quando a campainha estava para tocar indicando o segundo round, ele sorriu para Carwin como se dissesse: "você teve o seu, agora eu vou pegar o meu". E ele realmente fez, levando um esgotado Carwin para baixo e finalizando-o com um katagatame. Em poucas palavras, foi como todas as lutas pelo título dos pesados devem ser.    
    
3 - Stephan Bonnar bate Krzysztof Soszynski - TKO    
A primeira luta entre Stephan Bonnar e Krzysztof Soszynski no UFC 110 em fevereiro foi muito boa. A revanche no UFC 116 fêz a primeira luta parecer chata. Cheia de trocações intensas que poderiam ter terminado o combate a qualquer momento por inúmeras vezes, a luta entre Bonnar e Soszynski levou o bônus de 'Luta da Noite', mas foi Bonnar que ressuscitou sua carreira com o tipo de desempenho que irá garantir-lhe um emprego durante o tempo que ele decidir colocar as luvas, morder seu bocal e ir para trocar socos com seus oponentes no octógono.    
    
2 - Chris Leben bate Yoshihiro Akiyama - finalização    
Não era uma posição invejável de se estar - após a terceira e quarta luta nesta lista do épico card do UFC 116 em julho, mas Chris Leben e Yoshihiro Akiyama podem ter tomado isso como um desafio, pois eles fizeram uma das melhores lutas do ano. Apresentando uma ação lá-e-cá feroz, trocas constantes de posições, e uma finalização chocante e emocionante, este combate teve de tudo. E para completar, Leben estava lutando pela segunda vez em duas semanas, alcançando sua transformação de garoto-problema para um legítimo competidor médio no MMA.    
    
1 - Anderson Silva bate Chael Sonnen - finalização    
Anderson e Sonnen fizeram um combate pelo cinturão médio que será lembrado por anos. Sim, Sonnen dominou a maior parte da luta com o seu ground & pound, mas cada momento antes de levar o intocável detentor do título para o solo, eram cheios de tensão, Anderson soltava seu muay thai e muitos acreditavam que iria acabar com a luta. Mas mesmo antigido em algumas ocasiões, Sonnen foi firme em seu ataque, e com os segundos passando, ele foi ficando cada vez mais perto de uma das grandes surpresas do esporte e da realização de um sonho. Então, como o mais verdadeiro dos verdadeiros campeões, Anderson conseguiu uma finalização no último round. Chamá-lo de retorno espetacular, não lhe faz justiça, mas julgar esta luta como a melhor do UFC em 2010 é certamente correto.    
  
Menção Honrosa: Kendall Grove-Mark Munoz, Jared Hamman-Rodney Wallace,    
Pascal Krauss-Mark Scanlon, Brian Stann-Mike Massenzio, Kyle Kingsbury-Jared Hamman, Michael Bisping-Yoshihiro Akiyama, Matt Mitrione-Joey Beltran, Leonard Garcia-Nam Phan, Nate Diaz-Marcus Davis, Ricardo Romero-Seth Petruzelli, Evan Dunham-Efrain Escudero, George Sotiropoulos-Joe Stevenson, Chris Lytle-Matt Serra II, Mirko Cro Cop-Pat Barry, Sam Stout-Joe Lauzon, Krzysztof Soszynski-Stephan Bonnar I, TJ Waldburger-David Mitchell  
Saturday, July 26
8PM/5PM
ETPT
San Jose, CA

Media

Recent
UFC Fight Night weigh-in at the SAP Center on July 25, 2014 in San Jose, California. (Photos by Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)
Jul 25, 2014
Watch as main event stars Matt Brown and Robbie Lawler step on the scale at Friday's weigh-in before their clash Saturday night. Also see Anthony Johnson and Antonio Rogerio Nogueira weigh in.
Jul 25, 2014
Watch the official weigh-in for UFC Fight Night: Lawler vs. Brown, live Friday, July 25 at 7pm/4pm ETPT.
Jul 18, 2014
Watch the UFC Fight Club Q&A with middleweights Luke Rockhold and Cung Le.
Jul 18, 2014